Conheça os benefícios da pedra água-marinha contra estresse e ansiedade

;

Quando você passa por períodos de estresse e ansiedade, você parte para saídas como meditação, yoga ou outras terapias alternativas, não é mesmo? O que talvez você não sabia é que você pode contar também com o poder da pedra água marinha para acalmar o espírito e encontrar sua paz interior. 

Isso porque a gema brasileira de tom azul do mar emite vibrações calmantes que tranquilizam a mente e eleva a espiritualidade. Além disso, a pedra água-marinha promove o bem-estar ao facilitar a clareza de pensamento e a boa disposição geral. 

Precisando aliviar essa correria do dia-a-dia? Então, fique por aqui para descobrir o significado da pedra água-marinha e suas propriedades relaxantes. Além disso, você aprende para que ela serve e como usá-la para aproveitar todos os seus benefícios. 

Significado da pedra água-marinha 

;

A pedra água-marinha foi muito utilizada como amuleto durante as expedições marítimas, nos tempos antigos. Não se sabe se a razão dava-se pela sua cor azul do mar que sugeria a pacificação dos oceanos ou por possuir propriedades calmantes. O que proporciona a clareza da mente na hora de tomar uma decisão importante. 

Não é à toa que uma de suas características místicas mais marcantes é o fato de suas energias simbolizarem a proteção dos ribeirinhos, pescadores, mergulhadores e navegantes.

Dessa maneira, a pedra água-marinha evita que eles tenham problemas no fundo do mar ou com tempestades que possam afundar as embarcações.

Para afastar seres mitológicos, como monstros e sereias, os antigos navegadores portavam a pedra preciosa como um amuleto poderoso. Os soldados gregos e romanos carregavam a água-marinha para espantar o medo e aumentar a coragem, durante as batalhas. Além disso, era comum usar a pedra para proteger o amor dos matrimônios, na civilizações gregas antigas. 

Já os romanos fabricavam óculos com a pedra, pois acreditavam que a água-marinha melhorar a visão. Aliás, corre a lenda que o imperador Nero usava óculos de água-marinha. Para o povo do Oriente Médio, a pedra preciosa era promovia a paz, felicidade e alegria a quem a portasse.

Atualmente, a água-marinha é símbolo de espiritualidade, juventude, vitalidade e felicidade. Além disso, ela também é conhecida por possuir benefícios como:

  • Purificação e limpeza energética;
  • Redução do estresse e da ansiedade;
  • Tranquilizante da mente e do pensamento;
  • Elevação espiritual;
  • E eliminação de vibrações negativas. 

Por isso, a pedra água-marinha é muito comum nas terapias alternativas que visam equilibrar emoções e superar traumas e medos passados. Ou seja, se você ainda vive na angústia de algum acontecimento antigo que te atormenta, saiba que a pedra pode te ajudar a cicatrizar feridas abertas. 

Sem falar que a água-marinha também pode auxiliar nos casos de depressão profunda, uma vez que ela promove a boa disposição e o bem-estar. Já no lado físico, as propriedades medicinais da pedra vai desde o equilíbrio da tireoide e dos hormônios, até a melhora da visão o fortalecimento do sistema imunológico.  

Mas não para por aí! A pedra possui propriedades curativas para as mazelas do sistema gástrico, garganta e coração. Por isso, carregar a água-marinha perto do seu corpo é uma excelente ferramenta para manter a sua saúde em dia. 

Para que serve a pedra água-marinha

;

No geral, os usos típicos da água-marinha estão ligados às suas propriedades em combater as forças das trevas, abrindo a comunicação terrena com os seres da luz. Além do mais, a pedra é capaz de bloquear pensamentos negativos, intenções vingativas, assim como a inveja e o mau olhado. 

Porém, é muito comum utilizar a pedra água-marinha para as seguintes finalidades:

  • Equilibrar e acalmar o emocional;
  • Purificar o corpo físico e mental;
  • Elevar o corpo espiritual;
  • Praticar o relaxamento e a meditação;
  • Fortalecer a intuição;
  • Despertar capacidades mediúnicas;
  • Proteger contra energias negativas;
  • E equilibrar hormônios. 

Não é à toa que é possível encontrar uma pedra água-marinha em locais de prática da yoga e de terapias holísticas. Sendo assim, as propriedades da pedra trazem benefícios não só para o ser humano, mas também para o ambiente. 

Características da pedra água-marinha

;

Você sabia que é impossível reproduzir a pedra água-marinha de maneira sintética? Por isso que é comum comercializar fraudulosamente o topázio natural ou o espinélio sintético como sendo a pedra preciosa. Que por sinal, quanto mais escura foi a cor azul do mar da água-marinha, mais valiosa ela é e, consequentemente, mais cara. 

Abaixo, você confere uma lista com outras características específicas da pedra água-marinha: 

  • Composição química: da família do berilos, a pedra é composta basicamente por ferro e silicato de alumínio que, em contato com a luz, adota a cor azul; 
  • Origem: Rússia, Índia, Madagascar, Itália, Estados Unidos, México, Afeganistão, mas o Brasil é o maior exportador da pedra;
  • Profissão: telefonistas, terapeutas, professores, jornalistas, secretárias, mergulhadores, palestrantes, atores, músicos e pintores; 
  • Signos: escorpião, libra, touro, peixes e aquário; 
  • Chakras: quarto cardíaco, quinto laríngeo, sexto terceiro olho;
  • Planeta: Lua. 

Por muito tempo, a pedra era vista como símbolo de castidade. Porém, hoje em dia, ela se tornou a escolha número 1 na hora de combater as aflições físicas e emocionais. 

Como usar a pedra água-marinha

água-marinha

Antes de começar a usar sua água-marinha, a pedra deve ser purificada e energizada. Para isso, banhe a gema em água corrente e deixe-a em um recipiente com água potável durante 1 hora. 

Em seguida, energize sua água-marinha em um banho de sol por cerca de 30 minutos. Atenção para não deixar passar o tempo, pois a luz solar pode fazer a cor azul do mar desaparecer. 

Se a sua intenção é a proteção espiritual, use um colar de pedras água-marinha que, além de lindo, garante o escudo poderoso contra as forças ruins que te rodeiam. Já no caso de elevação espiritual, a sugestão é colocar uma pedra embaixo do seu travesseiro, pois ela despertará sua intuição com sonhos reveladores. 

Decore sua casa com uma linda peça de água-marinha para purificar, energizar e proteger o ambiente. Já se o objetivo é promover os efeitos terapêuticos, em um momento de relaxamento, coloque a pedra no seu abdômem e mentalize uma luz de tom azul esverdeado claro cobrindo o seu corpo. 

;

Por astrocentro

QUEBRA DE DEMANDAS

ORAÇÃO PARA QUEBRA DE DEMANDAS

Óh meu Santíssimo Pai Ogum,  São Jorge guerreiro, quebre toda e qualquer demanda que possa me afligir. Quebre em nome de Oxalá, todas as energias a mim enviadas como mal, como praga e como inveja.

Quebre todos os quebrantes que a mim possam ser lançados, por querer ou sem querer, que as correntes dentro de mim soltem-se, rompam-se, trazendo a leveza que tanto busco para os dias.

Que eu seja enviado da espiritualidade para ajudar a todos que precisarem de  mim, sem me prejudicar, que eu seja blindado e protegido pelo meu Pai Ogum, que me defenderá de todo mal com sua santa espada.

Que a todos que me enviam pensamentos negativos, que sejam cortados antes de chegarem até mim, que sejam despedaçados, antes de virem perto da minha energia terrena.

Que quem me odeia: me esqueça, me deixe ir de seus pensamentos maldosos, e me liberte.

Que meus inimigos não tenham o poder de fazer-me mínimo mal.

Que todo o mal lançado a mim, volte ao lugar de origem, pela força do universo!

Amém!

Prabhupada Swami Maharaja Maharaj – Sua Divina Graça

A.C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada apareceu neste este mundo em 1896 em Calcutta, Índia. Ele encontrou seu mestre espiritual, Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Gosvami Maharaja na cidade de Calcutta, em 1922. Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati, um proeminente religioso, estudioso e fundador de sessenta e quatro Gaudiya Mathas (Institutos Védicos) apreciou aquele educado jovem e convenceu-o a dedicar sua vida a ensinar o conhecimento védico. Srila Prabhupada tornou-se seu aluno e em 1933 seu discípulo formalmente iniciado.

​​SMLXL

Em seu primeiro encontro, em 1922, Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati pediu a Srila Prabhupada para que difundir o conhecimento védico em inglês. Nos anos seguintes, Srila Prabhupada escreveu um comentário sobre o Bhagavad-gita, ajudou o Gaudiya Matha em seu trabalho e, em 1944, começou a publicar a “Back to Godhead”, uma revista quinzenal em inglês. Atualmente, a revista continua sendo editada pelos seus seguidoras.

Em 1950, Srila Prabhupada deixou a vida de casado, adotando a ordem vanaprastha (retirado) para dedicar mais tempo a estudar e escrever. Ele viajou para a cidade santa de Vrndavana, onde viveu em humildes circunstâncias no histórico templo de Radha-Damodara. Ele aceitou a ordem de vida renunciada (sannyasa) em 1959. Em Radha-Damodara, Srila Prabhupada começou a trabalhar em sua obra-prima: uma tradução comentada de vários volumes do Srimad-Bhagavatam (Bhagavata Purana).

Depois de publicar três volumes do Bhagavatam, Srila Prabhupada foi para os Estados Unidos, em setembro de 1965, para cumprir a missão que lhe foi dada pelo seu mestre espiritual. Após isso, ele escreveria mais de cinqüenta volumes de estudos e traduções comentadas sobre clássicos filosóficos e religiosos da Índia.

Quando chegou à cidade de Nova Iorque em um navio de carga, Srila Prabhupada não tinha praticamente nenhum dinheiro. Somente depois de quase um ano de grandes dificuldades, ele estabeleceu a Sociedade Internacional para Consciência de Krishna, em julho de 1966. Antes de falecer, em 14 de novembro de 1977, ele viu sua Sociedade se transformar em uma confederação mundial de mais de cem centros, escolas, templos, institutos e comunidades rurais.

Dentre as comunidades rurais que Srila Prabhupada estabeleceu está a New Vrindaban, em West Virginia, E.U.A. New Vrindaban é hoje o local onde foi construído um memorial em honra de Srila Prabhupada, o “Srila Prabhupada Palace of Gold”.

Srila Prabhupada inspirou a construção de vários centros internacionais na Índia. O centro de Sridhama Mayapur é um local para uma cidade espiritual planejada. Em Vrindavan estão o templo de Krishna-Balarama e a Internacional Guesthouse, a escola gurukula e o Museu Memorial Srila Prabhupada. Há também outros importantes centros culturais e templos em Bombay, Ahmedhabad, Bangalore e New Delhi. Estão sendo planejados outros centros em vários locais importantes no subcontinente indiano.

No entanto, a contribuição mais significativa de Srila Prabhupada são seus livros, os quais são altamente respeitados por estudiosos, devido à sua autoridade, profundidade e clareza.

Em apenas doze anos, desde sua chegada à América em 1965 até sua passagem em Vrindavana em 1977, e não obstante a idade avançada, Srila Prabhupadacirculou o globo quatorze vezes fazendo conferência em seis continentes. Mesmo com esta vigorosa  programação, Srila Prabhupada continuou escrevendo prolificamente. Suas obras constituem uma verdadeira biblioteca de filosofia, religião, literatura e cultura Védicas.

​​SLXLM

 Sua ViagemEmbora uma vela acenda ilimitado número de outras velas, cada uma com a mesma intensidade da primeira, esta ainda permanece a vela original. Analogamente, embora Se expanda em ilimitadas formas, a Suprema Personalidade de Deus ainda permanece a causa original de todas causas. Nos Vedas, essa causa original suprema é chamada de Krishna, porque Ele possui ilimitadas qualidades transcendentais, que podem atrair todos os seres vivos.
Há quinhentos anos, essa mesma causa suprema, o Senhor Sri Krishna, apareceu como Sri Chaitanya Mahaprabhu e declarou que o cantar de Seus santos nomes, o mantra Hare Krishna, atravessaria as fronteiras da Índia e se espalharia por todas as cidades e aldeias do mundo. Passaram-se assim centenas de anos enquanto os fiéis seguidores do Senhor Chaitanya esforçavam-se para expandir Sua missão. Todavia, eles ficaram perguntando-se como e quando a audaciosa predição do Senhor se concretizaria.
Então, no dia 13 de agosto de 1965, poucos dias antes de seu aniversário de sessenta e nove anos, A.C. Bhaktivedanta Swami – filósofo, erudito e santo – partiupara os Estados Unidos para ver o que se poderia fazer. Solicitando uma passagem gratuita a certa companhia marítima  local, ele viajou como o único passageiro a bordo do pequeno e velho cargueiro chamado Jaladuta. Tinha como pertences uma mala, um guarda-chuva, uma provisão de cereais, o equivalente a cerca de sete dólares em moeda indiana e várias caixas de livros.
Quando o Jaladuta aportou em Nova Iorque, trinta e sete dias depois, Bhaktivedanta Swami estava completamente só. Ele fora para os Estados Unidos sem conhecer ninguém, sem absolutamente nenhum meio aparente de subsistência e com apenas um escasso punhado de posses que carregara consigo abordo do navio. Não tinha dinheiro, amigos, seguidores, nem sua juventude, boa saúde ou mesmo uma idéia clara de como cumpriria seu extraordinário objetivo – apresentar o conhecimento espiritual dos Vedas a toda sociedade ocidental.
Numa poesia escrita em bengali logo após sua chegada, Bhaktivedanta Swami expressou sua humilde fé no Senhor Sri Krishna e a instrução especial de seu próprio mestre espiritual, que o instigara a difundir os ensinamentos da consciência de Krishna em todo o mundo:”Meu querido Senhor Krishna…Como farei com que compreendam esta mensagem da consciência de Krishna? Sou muito desventurado, desqualificado e o mais caído. Portanto, busco Sua bênção de modo que possa convencê-los, pois não tenho poder para fazê-lo por conta própria. Tenho certeza de que, quando esta mensagem transcendental penetrar em seus corações, eles decerto se sentirão contentes e assim se livrarão de todas as condições infelizes da vida.”Essa poesia foi escrita dia 17 de setembro de 1965. Pouco mais de doze anos depois, dia 14 de novembro de 1977, Bhaktivedanta Swami partiu deste mundo, na Índia, com oitenta e um anos de idade. O que aconteceu nesses doze anos? O que Bhaktivedanta Swami conseguiu realizar durante esse breve período, tendo começado do nada e com uma idade em que a maioria das pessoas está pronta para aposentar-se? A lista de realizações é surpreendente sob todos os pontos de vista.
Em suma, entre 1965 e 1977, Sua Divina Graça A. C. Bhaktivedanta Swami, ou Srila Prabhupada, como seus seguidores carinhosamente passaram a chamá-lo, propagou os ensinamentos da consciência de Krishna em todas as principais cidades do mundo e formou um a sociedade internacional constituída de milhares de membros dedicados. Estabeleceu cento e oito templos, com propriedades magníficas espalhadas pelos seis continentes, e circulou o globo doze vezes para orientar pessoalmente os participantes de sua expansiva missão.
Como se isso já não bastasse para alguém com aquela idade, Srila Prabhupada também traduziu, escreveu e publicou cinquenta e um volumes de livros em vinte e oito línguas diferentes, com dezenas de milhões deles distribuídos em todo o mundo. Proferiu milhares de palestras, escreveu milhares de cartas e participou de milhares de conversações não só com admiradores, mas também com críticos. E ganhou a estima de centenas de preeminentes acadêmicos e figuras sociais, que tinham genuíno apreço por suas contribuições para o bem da religião, da filosofia e da cultura.A assombrosa história de como Srila Prabhupada atingiu semelhante resultado maravilhoso em apenas doze anos está muito além do objetivo desse site. Mas a seguir você poderá ter um vislumbre de seus notáveis ensinamentos e conquistas.

​​SMLXL

 Sua SociedadeApós chegar à cidade de Nova Iorque, em setembro de 1965, Srila Prabhupada lutou sozinho durante um ano inteiro para estabelecer seu movimento para consciência de Deus. Levava uma vida simples, palestrava sempre e onde quer que surgisse a oportunidade e, aos poucos, começou a atrair alguns simpatizantes a seus ensinamentos.Em julho de 1966, embora ainda trabalhasse sozinho numa modesta lojinha no bairro Lower East Side da cidade de Nova Iorque, Srila Prabhupada fundou uma sociedade espiritual aberta para participação mundial. Ele a chamou de Sociedade Internacional para Consciência de Krishna. – ISKCON.A época da incorporação, Srila Prabhupada não tinha sequer um seguidor vinculado. Nem por isso intimidado, ele recrutou voluntários dentre o pequeno grupo de frequentadores de suas palestras noturnas para atuar como os primeiros curadores da ISKCON. Hoje, a Sociedade Internacional para Consciência de Krishna abrange mais de trezentos templos, fazendas, escolas e projetos especiais em todo mundo e mantém uma congregação mundial com milhões de adeptos.
O propósito da ISKCONA consciência de Krishna é mais do que outra mera fé sectária. É uma ciência técnica de valores espirituais plenamente descrita na literatura milenar da Índia. A meta do movimento da consciência de Krishna é informar o mundo inteiro sobre os princípios universais da compreensão acerca de Deus para que todos possam colher o sublimes benefícios do entendimento, paz e unidade espirituais.Os Vedas recomendam que na era atual o meio mais eficaz para lograr auto- realização consiste em sempre ouvir sobre o muito bondoso Senhor Supremo, que é conhecido por muitos nomes, bem como a Ele glorificar e lembrar. Um desses nomes é “Krishna”, que significa “aquele que é todo-atrativo”; outro é “Rama”, que quer dizer, “o reservatório de todo prazer” e “Hare” que indica a inconcebível energia do Senhor.Seguindo essa recomendação védica, os membros da ISKCON são sempre vistos cantando Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare/ Hare Rama, Hare Rama, Rama Rama, Hare Hare. Esse sublime canto coloca o praticante em contato direto com o Senhor Supremo por meio da vibração sonora de Seus santos nomes e pouco a pouco desperta sua relação original com Deus.A missão prioritária da ISKCON é, portanto, animar todos os membros da sociedade humana a devotar, ao menos, parte de seu tempo e energias a este processo de ouvir sobre Deus e glorificá-lO. Desse modo, eles chegarão a compreender que todos os seres vivos são almas espirituais, eternamente relacionados com o Senhor Supremo em serviço e amor.Distribuição de Alimento EspiritualAlém de ensinar o conhecimento védico e difundir o cantar dos santos nomes do Senhor, a ISKCON também distribui gratuitamente alimento espiritual no mundo todo. Assim como a filosofia e o canto, a comida vegetariana que primeiro foi oferecida ao Senhor Supremo purifica o coração e a mente. Ajuda no processo de revelar a original consciência de Deus inerente ao homem. A distribuição de alimento espiritualizado feita pela ISKCON, através de seu programa conhecido internacionalmente como “Alimentos Para Vida” é, portanto, benéfica para o corpo e também para a alma de todo aquele que o saboreia.

​​SLXLM

 Seus Ensinamentos
De todas as suas diversas contribuições, Srila Prabhupada considerava seus livros a mais importante. De fato, ele costumava descrever seu trabalho de tradução e comentário dos antigos textos védicos como sua própria vida e alma. Em 1970, Srila Prabhupada fundou a Bhaktivedanta Book Trust, atualmente a maior editora mundial de literatura védica. Mediante seu trabalho nestas últimas décadas do século, milhões de pessoas têm lido pelo menos um dos livros de Srila Prabhupada e sentido suas vidas genuinamente enriquecidas. Em seguida, apresenta-se uma breve introdução ao conhecimento espiritual que você encontrará nesses livros.O livros de Srila Prabhupada acentuam a importância da forma da vida humanaHá muitas formas de vida neste planeta. Algumas são imóveis, como árvores e plantas, e outras pertencem à espécie dos seres aquáticos, insetos, aves, feras ou mamíferos. A forma humana também é apenas uma dessas variadas formas de vida. Ainda assim, mesmo um observador casual teria de concordar que os seres humanos são dotados de faculdades singulares que os distinguem de todas as outras espécies. Quais são exatamente essas faculdades singulares?Para começar a responder a essa pergunta pode-se propor uma outra. Qual a diferença entre o ser vivo e o morto? A resposta é a consciência. Todas as entidades vivas exibem um sintoma de consciência em maior ou menor grau. É por isso que são chamadas de vivas, e não de mortas. Mesmo o germe microscópico ou a planta caseira mostram sinais de consciência, ao passo que a mesa e cadeiras não.É evidente também que diferentes formas de vida apresentam diferentes níveis e graus de consciência, e a forma humana representa o desenvolvimento máximo de consciência até agora conhecida. Logo, é esse desenvolvimento superior de consciência que distingue o homem de todos os outros seres vivos do planeta.Mas o que torna a consciência do homem tão distinta daquela do inseto, da ave, da fera ou mesmo do macaco? Essas criaturas comem e o homem também come; elas dormem e o homem também dorme; elas se reproduzem e o homem também se reproduz; elas se defendem e o homem também se defende. O fato de o homem poder realizar essas funções com maior sofisticação talvez seja um indício de que ele possui consciência mais elevada, mas não explica inteiramente sua superioridade sobre todas as outras formas de vida.Uma explicação mais satisfatória encontra-se em sua capacidade de indagar e refletir sobre si mesmo e sobre a existência de Deus. Ele pode criar linguagens, ponderar o significado da vida e tentar desvendar o mistério que há por trás do céu estrelado. Tal dom não se acha em nenhum outro ser.Os Vedas, portanto, aconselham que nesta forma de vida humana a pessoa deve inquirir que ela é, que é o Universo, quem é Deus, e qual a relação entre eles.Deve-se indagar acerca do solução para os problemas fundamentais da vida, a saber: nascimento, morte, velhice e doença. Cães e gatos não podem responder a essas perguntas, mas elas devem surgir no coração de um verdadeiro ser humano.Os livros de Srila Prabhupada revelam o conhecimento perfeito dos VedasCaso se aceite a importância desse tipo de indagação, a próxima consideração será naturalmente onde encontrar respostas autorizadas a tais perguntas. É óbvio que se o conhecimento perfeito a respeito do eu, do Universo e de Deus sequer existe, ele teria de enquadrar-se num patamar superior ao de um ser humano comum, seja ele até mesmo Einstein, Freud, ou outro cientista qualquer.Porque todo homem tem sentidos imperfeitos e está sujeito a cometer erros, suas opiniões relativas sobre assuntos além de sua experiência não podem fornecer informação válida nem confiável.Assim, a tentativa empírica de abordar tais assuntos será repleta de imperfeições e resultará em fracasso. Portanto, pseudoverdades estabelecidas exclusivamente em base de especulação mental não podem ajudar ninguém a entender a Verdade Absoluta, que se encontra além dos sentidos e da mente imperfeitos.Segundo os Vedas, caso alguém queira conhecer algo além da jurisdição de sua experiência – além das limitações da percepção e cognição humana – o processo baseia-se em ouvir de alguém que conhece. Foi o próprio Senhor Supremo quem primeiro proferiu o conhecimento transcendental dos Vedas.O Senhor, o mais poderoso de todos os seres, não se pode deixar influenciar por nenhuma outra força. Como conseqüência lógica, Seu conhecimento deve ser perfeito. E qualquer um que transmita esse conhecimento sem alteração dá o mesmo conhecimento perfeito. Basta que se aceite essa proposição teoricamente para progredir na compreensão acerca do pensamento védico.A idéia é que o conhecimento perfeito dos Vedas foi preservado no tempo mediante a cadeia ininterrupta de sucessão discipular. Srila Prabhupada representa uma de tais correntes discipulares. Essa sucessão remonta à época do próprio Senhor Krishna, há milhares de anos. Por isso, o conhecimento encontrado nos livros de Srila Prabhupada não é diferente daquele que foi originalmente transmitido pelo Senhor Supremo. Srila Prabhupada não forjou “verdades”. Ele apenas entregou os ensinamentos intemporais dos Vedas originais sem adição, supressão ou mudança.

​​SMLXL

 Os escritos de Srila Prabhupada são representados sobretudo por três clássicos védicos – Bhagavad-gita, Srimad Bhagavatam e Chaitanya-caritamrta. Juntas, essas obras literárias formam 27 volumes de informação detalhada, que constitui a ciência védica original sobre a realização acerca de Deus. Sua tradução, acompanhada de elaboradas explicações, representa a contribuição mais significativa de Srila Prabhupada para a vida espiritual, intelectual e cultural do mundo.Os livros de Srila Prabhupada apresentam a ciência universal do conhecimento sobre DeusPodem-se resumir os ensinamentos védicos apresentados nos livros de Srila Prabhupada em três temas gerais, conhecidos em sânscrito como sambandha, abhidheya, e prayojana. Sambandha significa a relação do homem com Deus; abhideya, agir de acordo com essa relação; e prayojana, a meta ou perfeição última. Estas três divisões de entendimento representam princípios universais comuns a todas as doutrinas religiosas do mundo.O conhecimento expresso nos livros de Srila Prabhupada capacita qualquer um a avançar na compreensão acerca de Deus sem ter de mudar sua atual afiliação religiosa, nacional ou cultural. A ciência de como conhecer Deus, como entender o relacionamento com Deus e como desenvolver amor por Deus nada tem a ver com designações sectárias, tais como: cristão, hindu, ou judeu. Esses são objetivos que nenhuma religião no mundo pode negar. São, em outras palavras, a essência da religião – características universais pelas quais se podem avaliar todas as religiões.Preferências sobre o santo nome de Deus podem mudar de religião para religião, modos de adoração podem diferir, e detalhes ritualísticos e doutrinários podem variar também. Mas o teste é o quanto o praticante realmente desenvolve conhecimento sobre Deus e amor por Ele. Verdadeira religião significa aprender a amar a Deus. E como amar a Deus é a substância dos ensinamentos encontrados nos livros de Srila Prabhupada.Os livros de Srila Prabhupada explicam a diferença entre o eu e o corpoSem exceção, todos fenômenos materiais têm um começo e um fim. Uma idéia muito proeminente da cultura moderna é que a consciência é um de tais fenômenos. Por conseguinte acredita-se que a consciência (ou o eu) também se acaba com a morte do corpo material. Esse ponto de vista, contudo, permanece apenas uma suposição. Nunca foi provado por qualquer observação ou experiência científicas.Entretanto, a idéia de que o eu termina com o corpo permanece um dos grandes estatutos de fé do pensamento materialista moderno, e a maioria das pessoas são educadas desde a infância a pensar em função de tais crenças. Poucos são aqueles que refletiram nas implicações filosóficas desse tipo de pensamento, que inconscientemente leva a estilos de vida niilista e impersonalista.O mais básico dos ensinamentos védicos opõe-se radicalmente ao moderno ponto de vista científico sobre a consciência e a vida. Conforme aquele ensinamento, a consciência individual não é dependente em absoluto de funções neurobiológicas, senão que existe para sempre como realidade independente.A presença dentro do corpo material de um observador consciente que atravessa todos os diferentes estados corpóreos e mentais mutáveis indica a existência de duas energias – a energia espiritual (representada pelo eu consciente) e a energia material (representada pelo corpo temporário). Os Vedas explicam que a energia espiritual, cujo sintoma é a consciência, continua a existir mesmo após o término do corpo material.
Se cada indivíduo é uma alma eterna coberta apenas por diferentes vestimentas corpóreas transitórias, conclui-se racionalmente que a atividade beneficente suprema para toda a sociedade humana é aquela que pode despertar no homem sua verdadeira identidade espiritual e seu adormecido relacionamento com Deus. Essa atividade chama-se consciência de Krishna.Assim como não há glória nem proveito em salvar a roupa de um homem que está afogando-se, não há glória nem proveito em esforços humanitários que visam exclusivamente a criar condições melhores para o corpo material temporário, que, em última análise, está fadado a envelhecer, adoecer e morrer.
Como Srila Prabhupada mesmo observa no Srimad-Bhagavatam: “O verdadeiro eu está além do corpo grosseiro e da mente sutil. Ele é o princípio ativo potente do corpo e da mente. Sem conhecer a necessidade da alma adormecida, ninguém pode ser feliz simplesmente com o desfrute físico e mental… As necessidades da alma espiritual é que têm de ser satisfeitas. Quem só limpa a gaiola do pássaro, não satisfaz o pássaro…”Há uma afeição adormecida por Deus dentro de cada um… Portanto, todos devem dedicar-se a atividades que evoquem a consciência divina. Isso só é possível por intermédio do processo de ouvir e cantar as atividades do Senhor Supremo. Por isso, qualquer ocupação que não ajude a pessoa a se apegar a ouvir e cantar a mensagem transcendental de Deus é considerada mera perda de tempo.”
Seus TemplosComo já se mencionou, a ISKCON atualmente tem mais de trezentos templos, fazendas, escolas e projetos especiais mundo afora. Em cada templo, os devotos diariamente dão aulas, cantam e oferecem instrução individual sobre a ciência da consciência de Krishna. Uma vez por semana, os centros promovem um festival com refeição vegetariana e, em certas datas festivas do ano, realizam grandes eventos. Todos os programas são abertos ao público.
Prabhupãda por Michael Grant ( Mukunda dasa)
“… Em meados dos anos 70 o trabalho de tradução e publicação de Srila Prabhupada intensificou dramaticamente. Intelectuais em todo o mundo fizeram comentários favoráveis sobre os seus livros, e praticamente todas as universidades e faculdades dos Estados Unidos aceitaram-nos como textos padrão. Ao todo, ele produziu cerca de oitenta livros, os quais seus discípulos tem traduzido para vinte e cinco idiomas e dos quais já distribuiram cerca de vinte e cinco milhões de copias. Ele estabeleceu cento e oito templos em todo o mundo, e tem cerca de dez mil discípulos iniciados e uma congregação de milhões de seguidores. Srila Prabhupada escreveu e traduziu até os últimos dias de sua estada de oitenta e um anos na Terra.Srila Prabhupada não foi apenas outro erudito, guru, místico, professor de yoga ou instrutor de meditação oriental. Ele foi a corporificação de toda uma cultura, a qual implantou no Ocidente. Para mim e para muitos outros, ele foi, antes de mais nada, alguém que realmente se preocupou conosco, que sacrificou completamente seu próprio conforto para trabalhar para o bem dos outros. Ele não tinha vida privada, senão que vivia apenas para os outros. Ensinou ciência espiritual, filosofia, bom senso, belas artes, idiomas, o modo védico de vida, higiene, nutrição, medicina, etiqueta, vida familiar, agricultura, organização social, educação escolar, economia, e muitas coisas mais a muitas pessoas. Para mim, ele foi um mestre, um pai e meu mais querido amigo.Estou profundamente endividado com Srila Prabhupada, e é uma divida que jamais serei capaz de liquidar. Mas posso ao menos mostrar alguma gratidão, juntando-me a seus outros seguidores para satisfazer seu desejo mais íntimo, publicar e distribuir seus livros.”Jamais morrerei, ” disse Srila Prabhupada certa vez. “Viverei para sempre em meus livros.” ele se foi deste mundo no dia 14 de novembro de 1977, mas sem dúvida ele viverá para sempre.”
Os livros de Srila Prabhupada são publicações culturais para reespiritualizar a sociedade humana, a qual visa alcançar os seguintes objetivos:
1. Ajudar a todos a discriminar melhor entre a realidade e a ilusão, o espírito e a matéria, e o eterno e o temporário.
2. Apresentar a consciência de Krishna conforme a ensinam o Bhagavad-gita e o Srimad-Bhagavatam.
3. Ajudar todo ser vivo a lembrar e servir a Sri Krishna, a Personalidade de Deus.
4. Oferecer orientação sobre as práticas da vida espiritual.
5. Expor as falhas do materialismo.
6. Incentivar um modo de vida natural e equilibrado, com base em valores espirituais.
7. Estimular a comunhão espiritual entre todos os seres vivos, com o Senhor Sri Krishna no centro.
8. Perpetuar e difundir a Cultura Védica.
9. Celebrar o canto dos santos nomes de Deus através do movimento de sankírtana do Senhor Sri Caitanya Mahaprabhu.

​​SMXLL

Por Danilo Nicolace (Nayana)

Grabovoi

Alguns códigos grabovoi

É um processo como se fosse um mantra (pode ser repetido toda vez que tiver oportunidade )
E também como uma conexão, tente imaginar todas as soluções já realizadas e vivenciado o que deseja
E pode pedir assim:
Eu X estou em sintonia com o infinito e envio para o universo meus desejos (mencione os códigos )
E o universo me devolve as situações e desejos para usufrui-los.
Eu agradeço, potencializo, vibro, mentalizo e compartilho com todos. 
É muita coisa mas vale a pena. 
Qual a diferença entre:
– Eu invoco
– Eu comando
– Eu ativo
Quando você invoca, você faz um chamamento de algo ou alguém até você. 
Quando você comanda, você ordena que algo ou alguém cumpra o que você está determinando. 
Quando você ativa, você põe algo ou alguém em movimento. 
– Por quê não posso ativar ou invocar um código? 
” Os códigos não precisam ser ativados porque eles são em si representações de um conceito contido na mecânica do universo. E o universo é movimento, energia e vibração constantes. 
Logo não é necessário ativar, pois já estão ativos. “
Menos ainda invocar. 
Você precisa visualizar suas metas já realizadas, e falar as sequências numéricas ( um número por vez, lembrando que o número 6 deve ser pronunciado como “seis” e não “meia”), 
envolvendo-os em uma luz dourada e envia-los para o infinito. Para que assim a visualização de suas metas realizadas vibrem universalmente e se materializem em sua vida. 
Você pode criar suas técnicas em cima desses ensinamentos, mas há de se respeitar os princípios básicos. 
Não há necessidade de postar, pode escrever falando em voz alta ou mentalmente conforme os códigos de suas necessidades
Por Lígia Farias 

Ritual para Lua Nova – Ritual de Ativação da Intenção

Na ​​Lua Nova o momento é perfeito para movermos nossas intenções para o que realmente interessa. Esse é o momento de plantar as sementinhas que queremos colher nessa nova lunação. Definir Intenções com Aquário significa olhar para fora da realidade e através de todas as dimensões expandir sua perspectiva. Toque no campo infinito de possibilidade, a criatividade, abundância, inteligência e potencial para manifestar seus sonhos.  

​​SLXLM

Vamos expandir a nossa imaginação e permitir o maior resultado possível, melhor do que nossas expectativas possam ter imaginado. Nossa consciência é regida pelo Ar. Estamos todos ligados pela respiração. Nós nos comunicamos através deste reino com nossos pensamentos, sentimentos e voz.  Observando os acontecimentos mundiais, parece que tudo está caindo aos pedaços. Toda a devastação, a guerra, a injustiça e medo sendo revelado, é a verdade nua e crua. Esta baixa vibração viaja através da vibração da mente de pessoa para pessoa. Por isso é necessário trabalhar com o seu reino mental; para esclarecer a vibração da mente, a preocupação e pensamentos negativos. 
Então vamos fazer um ritual meditativo para definir a intenção de se conectar com a esfera do pensamento universal da consciência coletiva cósmica. Isto é onde nós acessamos nossas habilidades telepáticas, intuitivas e psíquicas. À medida que aumentamos a nossa vibração pessoal criamos um efeito dominó que cria uma mudança coletiva.  

Vamos ao ritual! 
**Ritual da ativação da intenção global **  
Concentre-se em seu coração e esvazie a sua mente de pensamentos, desfrute totalmente dessa jornada. Peça para o seu Deus, Eu Superior ou anjo guardião, para cercarem você com a divina luz branca do amor e da defesa. 
Respire 
Ative sua luz do coração e aterre-a na Terra. Envie suas raízes enérgicas para baixo do seu coração e para dentro do coração da Terra. Ligue sua luz com a luz da Terra. 
Respire 
Mantenha suas raízes ancoradas lá e comece a trazer energia para cima através de suas pernas, através de seus chakra do plexo solar acima do umbigo. Relaciona-se com o sentido da visão, poder pessoal, energia melhorada e autocontrole. Visualize uma esfera rotativa amarela da energia puxando as vibrações positivas do universo em seu corpo e liberando a antiga energia bloqueada e as emoções negativas que podem estar lá. Começam a girar expandir a luz amarela até que ela esteja cobrindo seu corpo inteiro. Repita essas afirmações: 
“Eu posso fazer o que decidir fazer.” “Eu honro o poder dentro de mim.” “Eu realizo tarefas facilmente e sem esforço. 
Respire 
Visualize a cor verde em seu coração, o centro do seu peito. O quarto  “Eu ouço e falo a verdade.” “Eu me expresso com a intenção clara.” 
Respire 
Agora se torne consciente do centro da sexta energia conhecida como o terceiro olho localizado entre os olhos. Trata-se de luz, visão e insight. Visualize uma esfera índigo rotativa da energia puxando em vibrações positivas do universo em seu corpo e liberando a antiga energia bloqueada e as emoções negativas que podem estar lá. Começam a girar expandir a luz índigo até que esteja cobrindo seu corpo inteiro. Repita essas afirmações: 
“Minha visão interior é clara e forte”. “Eu vejo todas as coisas com clareza.” “Estou aberto à sabedoria interna.” 
Respire 
Torne-se consciente do sétimo centro de energia localizado na parte superior da coroa da cabeça. Esse está relacionado ao pensamento, conhecimento e intuição. Conecte-se com seu eu superior. Visualize uma esfera violeta rotativa da energia puxando as vibrações positivas do universo em seu corpo e liberando a antiga energia bloqueada e as emoções negativas que podem estar lá. Começam a girar e ampliar a luz violeta até que ele está cobrindo seu corpo inteiro. Repita essas afirmações: 
” Eu aceito e reconheço a minha espiritualidade.” “Eu sou guiado por um poder superior.” “Eu sou guiado pela sabedoria interior.” 
Respire 
Conecte uma linha através de todos os chakra está agora equilibrada e harmonizada. Esta é uma vibração de luz de cura gloriosa fluindo através e ao redor de seu corpo. Agora começam a fechar todos os chakras. Você vai continuar a se sentir energizada e totalmente erguida por um longo tempo.
Então é isso! 
Ao alinhar-se com a luz da criação você estará dirigindo sua vontade pessoal. Você carrega uma essência dentro de você, um aspecto importante do despertar e desdobramento do que está acontecendo agora no planeta. Alinhando e ativando os seus chakras você estará ativando a iluminação dentro de si o que te colocará em um processo de mudança de vida alquímica para todos. Cada indivíduo pode mudar e transformar a realidade física, emocional, mental, social, econômica, política e espiritual. À medida que evoluem em sua consciência e expandem a luz da consciência, você pode fazer escolhas que mudam e modificar o padrão cármico da consciência da massa. Aberto para receber a luz das infusões solares e cósmicas e ancorá-las através de seu corpo na terra! Use a Terra (seu Corpo), o Fogo (movimento), o Ar (intenção) e a Água (seus sentimentos), envolva todas as forças da criação com uma dança para mover a energia para fora e ampliar a luz vibracional.   

O sangue menstrual e seus fatos incríveis

imagem retirada do relato de cultivo de salada com sangue menstrual de Beca Grimm


1) o sangue purifica: o ciclo menstrual renova os tecidos uterinos, eliminando energias que não nos servem mais. o útero se contorce, expulsando mágoas, tristezas e impurezas. é uma oportunidade para que todo o nosso corpo e alma também se regenerem, avaliando nossas próprias necessidades e o que devemos deixar ir com o sangue sagrado. No nível físico, a menstruação age como uma proteção ao aparelho reprodutor feminino, deixando-o mais forte devido aos estrogênios naturais e demais hormônios.


2) é uma grande lição sobre a morte: a menstruação, ou seja, o despedir-se da semente não germinada, é uma pequena morte. a energia é, realmente, de perda – por isso muitas de nós ficamos mais frágeis e sensibilizadas durante o período. no entanto, é um ritual bonito, que deve ser encarado com leveza. ao menstruarmos, compreendemos profundamente os ciclos de vida e morte, sendo mesmo responsáveis por esse ciclo – como as deusas que somos.


3) é poderosa: quando menstruadas, ficamos mais intuitivas, sensitivas e conectadas às deusas. era através deste “estado alterado” de consciência que, na antiguidade, xamãs, bruxas, sacerdotisas e curandeiras recebiam suas respostas de luz, pois a conexão com o divino fica extremamente fortalecida.


4) é altamente nutritivo: plantinhas ficam felizes quando regadas com o sangue menstrual, pois é fertilizante. o ideal é que se use um copinho menstrual e, diariamente, despeje o sangue nele contido em um jarro. depois é só completar com água e alimentar suas plantinhas. explico: o sangue menstrual contém três nutrientes importantes para as plantas – fósforo, potássio e nitrogênio. essa tríade é essencial para que os vegetais cresçam fortes e sobrevivam às intempéries. o nitrogênio auxilia no crescimento das plantas, deixando-as verdinhas e bem vivas.


5) a abertura e desejo sexual aumentam: quando menstruadas, muitas mulheres atingem o ápice do seu tesão. o que é incrível, pois durante esse período estamos muito mais perceptivas, conectadas ao nosso instinto selvagem e extremamente receptivas.. a experiência de partilhar esse momento, de uma energia TÃO intensa, com outra pessoa é única e maravilhosa. recomendo!


6) nosso ciclo se conecta com os ciclos lunares: como somos cíclicas, nada mais natural que sejamos conectadas com a energia mais cíclica e feminina da terra: a lunar.

Por: Fernanda Tarkan

O que é firmar o anjo da guarda?

Não se acende vela para o Anjo de Guarda como que se ele precisasse de “luz”, muitos menos o copo d’agua porque ele tem sede, o fato é que acendemos uma vela para nos firmar em sua energia, no momento em que é feito a firmeza estamos criando um elo com ele, um vinculo.

Anjo de guarda é um ser totalmente desprendido de ego, imagine um ser com evolução altíssima, que trabalha em prol do nosso auxilio no caminhar espiritual sem querer ou pedir nada em troca, esse ser precisa de luz? Quem precisa somos nós e não eles, com a vela acesa teremos maior facilidade de sermos intuídos por eles, quando estamos nos desviando de nosso caminhar é ele quem nos intui mudanças de atitudes ou posturas para que voltemos a retidão. Acender uma vela fortalece essa “troca”, mas isso demanda orações e seriedade, o importante é criar uma postura amigável, não simplesmente riscar o fósforo, converse com ele, relembre com ele seus atos, peça ajuda na tomada de decisões, traga ele para si, eu sei que é difícil criar um vinculo com um ser tão tênue, mas afinados com sua energia sentiremos cada vez mais a sua presença, eles são os nossos maiores guias, estão mais próximos que qualquer outra energia desde que mantenhamos uma postura correta pois o “errar” acaba os repelindo. Mas esse afastamento não se dá por eles, e sim de nós, eles não conseguirão contato com nossa energia se cultivarmos pensamentos negativos, egos de todo tipo.

A Vela é acendida em nome do Anjo da Guarda, porém a energia é acesa em nós e emanada por eles. O importante é sempre firmar seu Anjo Guardião com calma e serenidade, com tempo e coração aberto, nada com pressa.

O copo com agua é um canalizador, a agua é um dos elementos mais preciosos energicamente falando, nesse sentido ela canaliza nossos pensamentos e sentimentos enquanto a vela durar, como um som ecoando no dia a dia, além disso ela neutraliza pensamentos ruins criados por nós mesmos.

;

A importância da vela estar acima de nossas cabeças se dá pela maior facilidade de conexão com nosso chakra coronário (que é por onde acontece a ligação do Anjo de Guarda conosco), se a pessoa não tem uma casa espiritual onde firmar sua

10 Conselhos Para Ter Alegria

;

A Esperança

Busque sempre ter esperança com equilíbrio, ou seja, coloque uma data limite para que algo se realize. Caso não acontecer, acredite que foi melhor para ti e confie nas forças do universo.

Siga em frente!

A Indecisão

;

Não demore-se a resolver as coisas, se você está em uma situação sem saída, está indeciso sobre o que resolver, busque alguém com conhecimento sobre o assunto, exponha o seu problema, ouça o conselho e tome uma decisão rápida e objetiva: siga em frente.

O Intercâmbio

;

Use as redes sócias para trocar informações e até produtos e serviços com pessoas dignas de trazer algo bom, o famoso escambo é algo que tende a trazer muito benefício aos dois lados.

A Domesticidade

;

Mostre o seu valor, tenha gratidão pelas conquistas onde mora, não fale mal de onde trabalha, e mostre que você é alguém dócil e adaptada a realidade do dia a dia, onde gentiliza gera gentiliza.

A Incerteza

;

Quando algo se apresentar incerto não o faça e deixe passar, pois trocar o certo pelo duvidoso não é bom negócio.

O Inesperado

;

Haja de forma tão rápida e surpreendente como uma flecha que voa pelo ar até acertar o alvo, desta forma conseguirá obter conquistas mais sólidas e chegará primeiro que seus concorrentes diários.

O Argonauta

;

Não tenha medo de embarca em alguma aventura num final de semana, vá se conectar com a natureza em uma floresta, praia ou aquela serra com um grupo de pessoas dispostas a sentir a força do momento. Não é só de prédios de concreto que se vive a vida.

O Prodígio

;

Quando disserem para você que é impossível, que é muito difícil e que você não vai consegui está na hora de ir lá e fazer acontecer surpreendendo a todos com a sua garra, ou seja, não limite suas capacidades pelo olhar alheio.

O Ressentimento

;

Não deixe os sentimentos de raiva e ódio tomarem conta do seu coração e de sua mente, livre-se dos ressentimentos perdoando e seguindo em frente, confie que a lei universal de causa e efeito fará a justiça que seu coração pede que não é viável ser feito por suas mãos.

O Renascimento

;

A cada dia que acordar ao abrir os olhos espreguice-se como se estivesse nascendo naquele momento para um novo dia e repita em sua mente de todo o seu coração

;

Por Juliana Viveiros Tonin

Lua Nova e Conjunção de Saturno com Plutão: como passar por essas fases?

Como a lua de 24 de janeiro te influencia?
;

Dia 23 de janeiro foi o último dia da Lua Minguante e, segundo o cientista Mark Filipi, a semana desta fase afeta os aspectos associados ao prazer e alegria; o momento de realizar atividades. No dia 24 de janeiro entramos na Lua Nova, a fase em que a lua está oculta, obscura e que marca o recomeço e o início de projetos. É um momento de reflexão e também de introspecção, no qual ficamos mais calmos.

A dica é fazer uma lista dos seus projetos, cuidar das suas questões, refletir sobre as mudanças que você quer, trabalhar a espiritualidade e aceitar o que vem de novo. O cientista norte-americano Mark Filipi afirmou que a Lua afeta as emoções e, principalmente, suas fases influenciam nossos neurotransmissores a produzir substâncias que afetam nosso humor.

A Conjunção de Saturno com Plutão

;

Junto com essa fase temos a influência da Conjunção de Saturno com Plutão, que ocorreu no último dia 12 de janeiro.

Esse evento astrológico vem trazendo conquistas importantes. No entanto ele também vai abalar estruturas e mexer com o emocional, proporcionando uma semana intensa e que tende a nos reger ao decorrer do ano. Por isso é importante manter o equilíbrio.

Saturno, o senhor do carma, por trazer muitos desafios e dificuldades ocasionadas por falta de estrutura, mexerá com o interno e com a sociedade ao todo. E Plutão, que representa o submundo, está associado a guerras, vandalismo, extermínios, destruição, racismo, intolerância e questões relacionadas a saúde.

Essa conjunção é temida por muitos, pois relembra a regência de períodos desafiadores na história. O encontro desses dois planetas tende a movimentar o atual cenário político, pois o que temos vivido hoje não é mais aceito.

Para quem não está no positivo, haverá ajuste de contas; mas até que de fato isso aconteça, muito desgaste será gerado. É hora de colocar a casa em ordem, por isso teremos que encarar os problemas de frente e não vai ter para onde correr. Fiquem atentos!

Dicas para passar por esse momento

;

Entenda o momento em que você vivencia, compreenda suas questões, aproveite o momento das regências lunares e descubra, junto dela, o que você pode aplicar de positivo na sua vida. A Lua fala muito de nós mesmos e, com a força dela, podemos trabalhar aquilo que mais precisamos.

Estamos em um momento em que não será mais permitido comportamento e ações não sustentáveis. É isso que as influências planetárias estão nos trazendo de informações, então, quanto mais você se tornar consciente, mais autoridade sobre sua vida você terá.

Em março, teremos a entrada do planeta Sol, que pede uma tomada de consciência e o despertar. Não dará mais para fazer cara de paisagem para a vida. Então, pegue as a informações que estão aqui e seja seu melhor. Esse ano tende a ser um ano muitíssimo abundante, portanto, o que 2020 pode esperar de você?

A relação da Lua com a ancestralidade e a mulher

;

A Lua exerce forte influência sobre as emoções, tanto que no tarô ela fala dos aspectos que estão introjetados no nosso inconsciente, das emoções, das mudanças que são necessárias, das forças ocultas que estão por trás de uma determinada situação e até de alguns aspectos onde há necessidade de praticar magia.

Se olhamos para a história, veremos que muitos foram queimados por fazer cultos à Lua durante a antiguidade. E o buraco é ainda mais embaixo! Alguns dos maiores estudiosos falam da importância da Lua e como as fases lunares influenciavam na vida do homem desde o período Paleolítico. Na época eram repeitadas as fases lunares durante os períodos de colheita, no nascimento das crianças e no corpo da mulher. 

Em outras épocas, o entendimento da mulher como ser feminino era muito mais valorizado e os seus ciclos menstruais respeitados. A mulher era vista como sagrada; diferente de outras épocas, em que nos foi ensinado que menstruar era sujo e até mesmo um castigo.

;

Por: Renata Prado

Benefícios do uso de cristais para a saúde espiritual

;

Pensar sobre a importância da energia dos cristais sem lembrar-se das pedras brutas para evolução espiritual é como crescer sem passar pelas etapas evolutivas da vida.

Devemos considerar que a historia da humanidade tem como seu marco inicial a Idade da Pedra Lascada. Desde os mais remotos tempos as pedras são fundamentais para a existência e sobrevivência do homem. A partir da relação com as pedras o homem passa a ter um lugar de destaque na relação com a natureza.

Rituais sagrados para o assentamentos energéticos são feitos na maioria das vezes com pedras brutas encontradas na natureza, pois cada divindade apresenta a personificações das forças naturais e essas forças são chamadas de axé e no xiré dos orixás o mais importante símbolo é o OKUTA ou as pedras.

Em geobiologia classificam-se as pedras como rochas ou minerais, como é o caso dos cristais que são grandes condensadoras de energia e irradiam energia positiva e absorvendo energias negativas de acordo com as prioridades ou necessidades energéticas.

O uso de cristais pelo homem

;

Nas relações entre homem e natureza, mais especificamente homem e a pedra é possível observar uma relação extremamente intima e direta com a espiritualidade do homem através da captação, do armazenamento e da transmutação de energias, ficando evidenciados nestas características que as pedras são elementos fundamentais para diversos tratamentos, rituais e curas.

O uso das pedras e cristais para a espiritualidade vem de um passado distante e o poder mágico das pedras sagradas aprendemos a usar com nossos guias ancestrais ou mestres espirituais.

Os cristais especificamente para os povos da Antiguidade Ocidental e Oriental, sempre foram considerados pedras sagrada, os gregos se utilizavam dos cristais para cura, os mesopotâmios também, já os egípcios utilizavam os cristais para canalização de energias como a do sol, utilizando-os como condutores os cristais nas pontas das pirâmides.

Devemos considerar que os cristais são manifestações de energia e luz no plano físico. Sendo os cristais tão poderosos a ciência comprova que no reino mineral trata-se de excelentes condutores e amplificadores de energia. Partindo deste principio os cristais são eficientes no processo de energizações entre outras praticas do mundo metafísico.

Trabalhos como invocação, abertura ou fechamento de mistérios e portais por meio dos quais as pedras são como a chave de acesso para outras dimensões nas quais ajudam no processo de purificação e transmutação da energia em todas os níveis do ser e de outras dimensões.

Por isso, o uso de cristais e cada pedra usada se torna sagrada quando feito o assentamento e a consagração destes elementos nos processos de despertar do individuo, trazendo força magnética que irradia e protege desde nosso corpo físico até nosso corpo etéreo.

;

Por Juliana Viveiros Tonin