Simpatia, Magia, Feitiços. Quais as diferenças?

Hoje iremos falar um pouco sobre Magias, Feitiços e Simpatias. Vamos começar pela Simpatia? Acredito que seja o mais popular dos três temas. Quem já não ouviu falar nas reuniões familiares ou com amigos, frase como… “Para nos livrarmos dos maus-olhados, devemos espalhar sal grosso pelos cantos da casa” ou “Usar roupa branca na virada do ano, trará boa sorte durante o ano”. 

Vivemos em um país onde muitas pessoas acreditam em simpatias e as seguem como forma de evitar que algo ruim aconteça em suas vidas ou mesmo para atrair e realizar coisas consideradas boas. Podemos dizer que “simpatia” significa o nome de algum ato, ritual ou objeto de superstição com finalidade de livrar algum mal ou atrair algum bem. Simpatias são conhecidas como crendices criadas pelo povo, não possuem nenhuma base científica, podemos considerar as simpatias como exemplos da cultura popular. 

Já a magia, gosto de pensar que é como forma de ocultismo, que estuda os segredos da natureza e as forças espirituais. O estudo da magia possibilita entender e dominar a arte do oculto, da teoria e da prática espiritual. A magia pode ser entendida como um fenômeno social e cultural, estando presente em todas as civilizações desde os primórdios das civilizações. Por meio da magia podemos entrar em contato com aspectos ocultos de nosso Universo como um todo e nos conectarmos a ele.Com a magia temos a capacidade de moldar energias vitais no sentido do que queremos. Podemos potencializar a magia com o uso de elementos da natureza, de acordo com a finalidade que se deseja alcançar. 

Assim chegamos aos Feitiços. A palavra feitiço está ligado ao termo latino “fatum”, ou seja, “algo feito”. O feitiço pode ser entendido como a magia feita através de nossa força de vontade com o uso auxiliar de elementos. Feitiços podem ser entendidos também como rituais que possuem objetivos de definidos, que irão alterar de alguma forma algum aspecto de nossa vida ou da vida para quem é direcionado. 

Feitiços não possuem peso de valor positivo ou negativo, precisamos entender que são apenas chaves usadas para atingirmos determinados objetivos, juntamente com nossa intenção, nossa força pessoal e espiritual. Então, a magia pode ser definida como o uso de forças, espíritos e energias não pertencentes ao plano físico para que possamos interferir e alterar o plano físico. Podemos entender o feitiço como um o gênero de magia, cujo objetivo é interferir no estado espiritual, mental, físico do indivíduo e de sua realidade. Viram, como são assuntos interligados?

Por Malei Caminhos da Noite

Magias com sangue menstrual

Antes de mais nada, higienize suas mãos e escolha objetos sagrados que serão usados APENAS para este intuito. Você precisará de um prato, de um objeto cortante e de uma garrafa ou pote para armazenar.

Sangue menstrual em pó mágico

É possível transformar seu sangue menstrual em pó mágico e assim armazená-lo para usar quando não tiver menstruada. Antes de mais nada, higienize suas mãos e escolha objetos sagrados que serão usados APENAS para este intuito. Você precisará de um prato, de um objeto cortante e de uma garrafa ou pote para armazenar. 

Espalhe seu sangue pelo prato para que ele seque mais rápido. Quanto mais o sangue estiver concentrado, mais demorará para secar. Deixe seu sangue secar em seu altar por 24 horas, ou então num local arejado. Não se preocupe com o cheiro, pois se sua menstruação estiver ok, o cheiro é apenas natural. Uma vez que o sangue estiver seco, raspe o sangue do prato. Ele formará cristais de sangue. Armazene num local seguro, que ninguém irá mexer, de preferência numa garrafa escura e bem fechada. 

Fonte: Google
Imagem: google

Uso prático da menstruação na magia

1. Amarração 

“Se um homem consome apenas uma gota de sangue menstrual de uma mulher, que o homem vai apaixonadamente anexado a esta mulher para sempre. É o feitiço união final, o feitiço mais poderoso de amor de todos.”

Tenha muito cuidado ao fazer feitiços de amarração amorosa com sangue ou de qualquer tipo, pois magia funciona e caso surja arrependimento a dor de cabeça pode ser das bravas!

2. Pacto de sangue

Assim como a amarração, o pacto de sangue existe há milênios. Consiste em basicamente intensificar uma relação: seja ela comercial, de amizade e de amor. Este tipo de pacto requer que ambas as partes estejam a fim de fazê-lo, pois, diferentemente da amarração, exige consenso. O lado positivo é que é algo em que todas as partes concordam. O lado negativo é que você pode querer quebrar o pacto e não conseguir, pois a magia do sangue muitas vezes é inquebrável. Por isso, cuidado ao fazer pacto envolvendo qualquer tipo de sangue.

3. Intensificação de feitiços

Sangue é poder. E sangue menstrual é poder do sagrado feminino! Você pode usar seu sangue para intensificar rituais e marcá-los com seu próprio DNA. Ao fazer isso, seja bastante específica com a sua intensão, não coloque seu DNA em nada que você tenha certeza que quer atrair para sua vida! 

4. Oferenda aos deuses

Você pode ofertar seu sangue como agradecimento ou então para pedir algo aos deuses. No seu altar vermelho, acenda velas, agradece e coloque seu sangue no cálice. Chame pela divindade que você quer ofertar e faça o ritual normalmente. A presença do seu sangue estabelecerá uma ligação muito mais forte que a habitual. 

5. Marcação de instrumentos mágicos

É possível marcar objetos sagrados com seu sangue e assim ligá-los a você eternamente. É uma forma poderosa de consagração. De modo que se alguém mexer nos seus pertences, não terá efeito, a menos que você permita.

6. Celebração 

Celebre seu sangue acendendo velas vermelhas, bebendo vinhos ou sucos vermelhos, entrando em contato com o universo vermelho que há em você. 

7. Sangue menstrual e magia obscura

Acreditava-se que o Sangue Menstrual era capaz de controlar cães loucos e de dar ao magista habilidades  licantrópicas. Menstruar na lua minguante e especialmente na Lua Negra, dá à bruxa a habilidade ainda maior de destruir e banir. As bruxas que menstruam nesta fase são poderosas e até mesmo temidas, pois ao canalizarem bem suas energias, podem destruir vidas alheias. Por não poder engravidar durante a menstruação, a bruxa consegue criar dando luz ao plano astral. Por isso, a fase da menstruação pode ser tanto de contemplação, de procura ao eu interior, quanto de destruição e banimento. Corra com os lobos, bruxa!

Perguntas frequentes 

1. As poções que levam o sangue, são destinadas de acordo com o período da lua?

Não necessariamente. Depende da poção! Creio que sangue pode ser usado sempre que quiser, até porque ele é mais forte assim que colhido. 

2. Quando a gente tem relação sexual menstruada, acaba criando uma relação ou um vínculo mais forte com a pessoa envolvida?

Depende do nível do contato que a pessoa tem com o sangue. Se ela entrar em contato direto com o sangue, engolindo através do sexo oral ou até mesmo na penetração, então sim, tem um vínculo muito forte, inclusive de infecção. É sempre bom lembrar de usar preservativos, por questões de doenças sexualmente transmissíveis. Agora, se a pessoa não tiver contato direto com o sangue, pode ou não intensificar o vínculo. 

3. Quando a menstruação é alinhada a lua minguante ou crescente tem nome e/ou significado?

Tem sim, saiba mais aqui.